Campo Troupial - Icterus jamacaii
Associação
Mãe-da-lua
Início
Lista das aves
Mamíferos

Periquito-cara-suja, tiriba-de-peito-cinza
Pyrrhura griseipectus
Gray-breasted Parakeet
Família: Psittacidae

Espécie monotípica. Pyrrhura griseipectus occoreu antigamente em vários áreas de mata úmida serrana (brejos de altitude) no Ceará, Pernambuco e possivelmente em Alagoas. No presente, registros documentados somente na Serra de Baturité e em Quixada no Ceará, e na reserva Serra Negra no Pernambuco.

Referências: Hellmayr_1929, p. 444, Olmos et al. 2005a

Sinónimos: Pyrrhura griseipectusSALVADORI 1900;   

Periquito-cara-suja (Pyrrhura griseipectus)
20/01/2010; Guaramiranga, Ceará, Brasil. Lente 300 mm f2.8.

Figura 1. A foto em cima mostra dois de um pequeno grupo de quatro caras-sujas que vi em Guaramiranga. Obrigado a Ciro Albano pela dica! Tinha alguns minutos para fotografar e gravar as vozes, antes deles voarem. Foi no fim da tarde, com pouco sol, não ideal para fotografar, porém melhor que nada. Aves bonitas e animadas!

Início da página Início da página

O periquito cara-suja Pyrrhura griseipectus

Conservação: Menos que 250 indivíduos desta espécie vivem ainda na natureza, segundo BirdLife International. O lugar com a maior população seja talvez Guaramiranga, na Serra de Baturité.

Causa de extinção: A causa principal da extinção desses periquitos é a captura, e a retirada dos jovens dos ninhos, para o tráfico de aves silvestres. Aqui é a resposta que um comerciante de Guaramiranga me deu quando perguntei aonde tem ainda este periquito na natureza: "É dificil. Já não tem, foram todos capturados. Mas conheço pessoas que talvez saibam. Estes podem lhe vender." O homem obviamente não entendeu minha intenção, e naturalmente assumiu que vim para capturar ou comprar um periquito cara-suja. Captura e venda, isso parece ser o primeiro pensamento de muitos nativos quando a conversa é sobre periquitos, corrupião, etc.

Em outra ocasião, o amável caseiro de uma pequena propriedade em Guaramiranga me deu uma demonstração de como as caras-sujas são muitas vezes apanhados, ou seja, com cola.

A secreção do pedunculo da fruta jaca
27/01/2010. Guaramiranga, Serra de Baturité, Ceará.
Figura 2. Parte de uma fruta, com pedúnculo, do pé de jaca Artocarpus integrifolia. A cola é feita a partir da secreção branca que pode ser visto no talo. Acredito que a substância aparece se cortar a casca com uma faca, ou se quebrar o talo.

Do pedúnculo da jaca recolhe-se uma secreção (fig. 2), que, depois de ser mastigada (!) por um minuto ou dois, se transforma em uma cola muito forte. Esta é espalhada sobre varas finas (fig. 3), que são então colocadas em locais onde os periquitos tem costume de forragear, por exemplo perto de uma bananeira com bananas maduras.
Vara com cola para capturar pássaros
27/01/2010. Guaramiranga, Serra de Baturité, Ceará.
Figura 3: Vara fina, preparada com cola, para capturar aves na Serra de Baturité.

Depois colocar seus pezinhos na vara com a cola, os caras-sujas não podem se soltar mais. Em seguida, alguém vem coletá-los, e pronto. Ouvi dizer que esta técnica funciona bem para muitos tipos de aves, e que as varas com cola podem ser compradas na feira de Baturité. Claro, tudo isso acontece diante os olhos da polícia e das outras autoridades.

Perspectiva: Será que o griseipectus pode ser salvo? É muito bem possível que a retirada dos jovens dos ninhos continue até a extinção total na natureza. Contudo, muitos nativos são conscientes que os caras-sujas são ameaçados de extinção, e donos de sítios e hotéis na Serra de Baturité frequentemente apoiam esforços de preservação. Os caras-sujas teriam uma melhor chance de sobreviver se nidificassem em áreas onde o dono os protege.

Taxonomia: A posição taxonômica de griseipectus mudou repetidamente de subespécie para espécie, e de volta. Veja por exemplo as propostas SACC 181, 306, 403. Atualmente, griseipectus é uma espécie segundo o SACC (Remsen et al. 2011), e segundo o CBRO.

To to of page