Pleroma heteromalla
Associação
Mãe-da-Lua
Início
Contato
Aves
Mamíferos
Flora

Periquito-da-caatinga
Eupsittula cactorum
Cactus Parakeet
Família: Psittacidae

Subespécie local: Eupsittula cactorum caixana.

Referências: Hellmayr 1929; Pinto 1978.

Sinóminos: Psittacus cactorumKUHL 1820;  Aratinga caixanaSPIX 1824

Periquito-da-caatinga (Eupsittula cactorum)
31/01/2006; Fazenda Canaã, Pentecoste, Ceará, Brasil. Lente 200 mm f2.8.
Figura 1. Eupsittula cactorum é bastante comum no Ceará rural e pode facilmente ser observado perto de fruteiras com frutas maduras. A ave na foto está comendo cirigüelas, as frutas de Spondias purpurea.

Início da página

Periquito-da-caatinga (Eupsittula cactorum)
08/12/2009; RPPN Mãe-da-Lua, Itapajé, Ceará, Brasil. Lente 300 mm f2.8.
Figura 2. Vista lateral do periquito-da-caatinga.

Para uma foto do periquito-da-caatinga em voo, veja este link no site de Arthur Grosset.

Início da página
Periquito-da-Caatinga (Eupsittula cactorum)
17/03/2012; RPPN Mãe-da-Lua, Itapajé, Ceará, Brasil. Lente 300 mm f2.8.
Figura 3. Local do ninho de Eupsittula cactorum.

Para nidificar, os periquitos costumam criar cavidades nos cupinzeiros nas árvores. A imagem mostra tal cupinzeiro, situado em uma jurema, 2.5 metros acima do solo, na planície da RPPN Mãe-da-Lua. Tirei a foto, quando a ave entrou no ninho.

Periquitos adultos parecem ter medo que a cavidade poderia virar armadilha, da qual eles não podem mais escapar se um predador chegar. Como o pica-pau Celeus flavescens e o caburé Megascops choliba, eles fogem do ninho quando sentem que um perigo se aproxima. Isso é mais seguro para a ave, mas pode também mostrar ao predador onde exatamente estão ovos ou prole.

Início da página

Distribuição geográfica: O periquito-da-caatinga é endêmico do Nordeste. Veja por exemplo o mapa de registros do wikiaves.

Hábitat: Todo tipo de Caatinga, áreas semi-abertas, plantações de frutas e jardins, etc. Também Cerrado, e áreas úmidas como a Serra de Baturité no Ceará.

Alimentação: Frutas, sementes, outra matéria vegetal.
Veja Melo Barros e Marcondes-Machado 2000.

Reprodução: Veja figura 3. Ninho e ovos são descritos em Naka 1997.

Conservação: O periquito-da-caatinga é procurado como animal de estimação e ave de gaiola. Os periquitos jovens são retirados dos seus ninhos antes de poder voar, e depois vendidos, por exemplo, na feira das cidades do interior. Estas aves podem ficar muito mansas, e não é raro ver um periquito vivendo "em liberdade" na casa do dono, como membro da família por assim dizer. Contudo, estas aves mansas e soltas frequentemente morrem jovens. Um cachorro ou um gato pode matar elas, ou alguém pode machucar elas acidentalmente.

O comércio ilegal reduziu muito a população dos periquitos na natureza, e ameaça o sobreviver da espécie em muitas áreas. Destruição do hábitat parece ser um problema menor. Não sei que prejuizo causa o uso de agrotóxicos nas plantações de frutas.

Sons: Para os sons do periquito-da-caatinga, veja Cantos e chamadas.

Início da página